Encontre o que precisa buscando por aqui. Por exemplo: digite o título do filme que quer pesquisar

segunda-feira, 14 de março de 2011

"Restrepo": um documentário pretensamente verdadeiro sobre a guerra do Afeganistão

Muita gente ficou impressionada com “Restrepo”, este documentário sobre um agrupamento militar especialmente perigoso para os combatentes americanos na guerra do Afeganistão. Instalado no vale do Korengal, onde o acampamento era um alvo especialmente fácil, o grupo era acompanhado por um cinegrafista (Tim Hetherington) e um repórter (Sebastian Junger) que gravaram tudo o que acontecia. E aí é que mora a questão central: será que filmaram mesmo "tudo"? De fato, quem assiste na poltrona do cinema é capaz de partilhar com eles as sensações de medo e desespero, à espera que uma bala ou uma bomba possa acabar de vez com aquela angústia. Chegamos a sentir compaixão quando eles choram a perda de um companheiro. A impressão é que esses jovens soldados que só bebem cerveja e não usam drogas estão ali quase como mártires, ou cavalheiros armados que só se comunicam com os nativos com toda atenção e carinho. Ainda que sorriam para a câmara enquanto assam os bifes de uma vaca que pertencia a um nativo, antes de virar churrasco.
O gênero de documentário ao qual se filia o filme – que, aliás, concorreu ao Oscar e não ganhou − é o do "cinema-verdade", ou "cinema-direto" em que a câmara não interfere na ação e se limita a registrá-la de maneira imparcial. Mas não podemos esquecer o fato de que depois da filmagem vem a edição que seleciona o que interessa e, evidentemente, abandona qualquer passagem indesejável. Por isso é preciso ter cuidado com esse tipo de espetáculo cuja ambição é exprimir a realidade em sua pureza, mas que pode estar operando mais uma das inúmeras manipulações destinadas a justificar a guerra como solução para determinados problemas.
RESTREPO
Restrepo
EUA – 94 min. – 12 anos
Gênero: Documentário / guerra
estreia 11 03 2011
Distribuição Europa Filmes
Direção de Tim Hetherington e Sebastian Junger
COTAÇÃO:
* *
REGULAR

Um comentário:

Enaldo disse...

Valeu a dica. Eu ia assistir, não vou mais.