Encontre o que precisa buscando por aqui. Por exemplo: digite o título do filme que quer pesquisar

segunda-feira, 12 de abril de 2010

“Chico Xavier”, o fenômeno atual de bilheteria no Brasil e seu estranho parente inglês.

O filme “Chico Xavier” vem sendo considerado a biografia do médium mineiro que escreveu mais de 400 livros e que arrecadou milhões em direitos autorais, sem jamais receber um tostão, por não considerá-los de sua autoria, uma vez que eram psicografados, isto é, ditados a ele por entidades do além túmulo. O roteiro, na verdade, constitui-se de uma seleção de episódios da vida de Chico, costurados pela entrevista que ele concedeu em 1971 ao “Pinga Fogo”, da TV Tupi. Na foto acima, vemos Chico já idoso, vivido por Nelson Xavier. Abaixo, Angelo Antônio interpretando o Chico mais jovem.
Os fragmentos do passado vão sendo reconstituídos na medida em que são mencionados no programa. Nessa estratégia se encontra a sabedoria do diretor Daniel Filho e do roteirista Marcos Bernstein, ao eleger a tragédia pessoal do diretor daquela emissora de televisão para servir de espinha dorsal da narrativa. Interpretado por Tony Ramos, ele perdera o filho num acidente e, ao contrário da esposa vivida por Cristiane Torloni, é totalmente cético em relação à mediunidade do entrevistado.
Daniel Filho acerta em cheio ao adotar um estilo naturalista, quase jornalístico, para este docudrama a respeito de um personagem que sempre viveu em contato com o sobrenatural. Por si só extraordinários, o diretor evitou atribuir uma tonalidade melodramática aos fatos relatados, ou seja, a singular trajetória de um líder religioso de abrangência nacional. Tudo é mostrado com elegância e simplicidade de recursos cênicos, lembrando o ascetismo expressivo das obras de Humberto Mauro, em plena consonância com a excelente trilha sonora composta por Egberto Gismonti.

CHICO XAVIER
estreia 02 04 2010
Brasil - 2010 – 124 min. - Livre
Gênero Drama / História / Religião
Distribuição Columbia
Direção Daniel Filho
Com Nelson Xavier, Ângelo Antônio, Mateus Rocha,
Giovanna Antonelli, Letícia Sabatella e Tony Ramos
COTAÇÃO
* * *

B O M


Por uma curiosa obra do acaso, dois docudramas estranhamente relacionados se acham em cartaz em São Paulo. São eles “Chico Xavier”, sobre o mais respeitado médium brasileiro, e “Criação” focalizando um período complicado da vida do inglês Charles Darwin, o cientista que concebeu a teoria da evolução. A coincidência é que o escritor Alan Kardec incorporou conceitos darwinianos à doutrina do espiritismo, que ele estava elaborando naquela mesma segunda metade do século XIX. Para ele não apenas os organismos vivos, como também o plano espiritual se achavam em constante processo de evolução. Ambos os filmes elegem momentos em que seus protagonistas são confrontados no plano das idéias e das concepções sobre o mundo.
No caso de Darwin, testemunhamos o período em que o naturalista já havia concluído o texto básico do livro “A Origem as Espécies”, mas ainda não tinha decidido enviá-lo para publicação. Nessa fase, ele enfrentava a oposição das pessoas de seu próprio convívio, entre os quais se incluía a própria esposa, e a dor provocada pela morte da filha. Por outro lado, Chico Xavier era questionado em suas crenças e práticas religiosas, numa rede nacional de televisão que obteve 75% de audiência e foi a maior da história da TV brasileira. O trabalho de Daniel Filho, aliás, oferece um recorte histórico bastante esclarecedor, ao demonstrar que a força da televisão como formadora de opinião vai além dos programas de entretenimento. Produzido pela respeitável BBC britânica, o filme sobre Darwin, o mostra vendo e trocando idéias com a filha morta, sem esclarecer se ele estava alucinando ou se era um médium, assim como Chico Xavier.
CRIAÇÃO
Creation
estreia 19 03 2010
Inglaterra - 2009 – 108 min. - 10 anos
Gênero Drama / História / Ciência
Distribuição Imagem Filmes
Direção Jon Amiel
Com Jennifer Connelly, Jeremy Northam e Toby Jones
COTAÇÃO
* * *
B O M

2 comentários:

Anônimo disse...

Vi esse fim de semana.....gostei

Paulinho Solução disse...

Deixo nestas poucas palavras sinceros votos de muita SABEDORIA, CONHECIMENTO, ENTENDIMENTO e principalmente DISCERNIMENTO em todos os seus caminhos. Acabei de depositar na conta de cada um de vocês a importância de 365dias de felicidade e prosperidade, saúde, paz, amor e que Deus estenda às mãos sobre vocês e toda sua família e acrescente 100 por cento de juros em cima de tudo isso. “A maior recompensa pelo trabalho não é o que a pessoa ganha, mas o que ela se torna através dele.”


DESEJO SUCESSO!


PAULO SOLUÇÃO
Assessoria de Imprensa
Prefeitura de Salto/SP
www.paulinhosolucao.blogspot.com
paulinhosolucao@gmail.com
paulo.1470@hotmail.com
assessoria.imprensa@salto.sp.gov.br