Encontre o que precisa buscando por aqui. Por exemplo: digite o título do filme que quer pesquisar

segunda-feira, 26 de março de 2012

"Pina", um documentário de Wim Wenders é a primeira produção européia rodada em 3D

Wim Wenders hesitou bastante antes de introduzir o vídeo, ou seja, a imagem magnética na realização do filme que dirigia em 1989. Era “A Identidade de Nós Mesmos”, um documentário sobre o designer japonês Yoji Yamamoto, então radicado em Paris. Durante a produção, ele explicitava as suas idéias e reflexões a respeito, nas quais se misturavam receio, fascínio e admiração por aquele novo meio de captar imagens. Naquela época, Wenders presidia o Festival de Cannes, cuja Palma de Ouro foi para “Sexo, Mentiras e Videotape”, de Steven Soderbergh. Agora ao fazer um documentário sobre a coreógrafa Pina Bausch, ele não deve ter hesitado um segundo para decidir fazê-lo em 3D.

Nas mãos dele, essa técnica que acrescenta a dimensão de volume às imagens filmadas parece ter sido criada com o destino específico de registrar a arte da dança. Apenas parece, porque na origem o seu principal objetivo era produzir na mente do público a ilusão de que determinado objeto “saía” do filme para se lançar à platéia.O trem dos Irmãos Lumière, de fato não atropelava a platéia naquela projeção de 1896, mas não há dúvida de que a câmara se posicionava num ponto de visão inacessível às pessoas que observavam a sua chegada na estação. O que o 3D faz pela dança é envolvê-la espacialmente com o espectador, eliminando virtualmente a separação entre palco e platéia. Sentado na primeira fila, na coxia do teatro ou até fazendo parte do espetáculo, nenhum ponto de vista se mostra mais privilegiado do que este que Wenders nos oferece. Digo isso de cátedra, por ter assistido uma das coreografias do filme, no Teatro Municipal de São Paulo, no final dos anos 1970. Era a célebre “Café Muller”, da qual a própria Pina Bausch participava. Em termos de linguagem, o documentário é suntuoso, construído não só a partir das lembranças dos principais colaboradores de Pina Bausch como também das coreografias que ela deixou registradas em cada um de seus corpos.

PINA 3D
França/Reino Unido/Alemanha, 2010, 106 min, 12 anos

estréia 23 03 2012
gênero documentário
Distribuição Imovision
Direção Wim Wenders
Com Pina Bausch, Regina Advento, Malou Airaudo, Ruth Amarante
COTAÇÃO
* * * * *
EXCELENTE

Um comentário:

Enaldo disse...

Sensacional, excelente, trilha sonora impecável.