Encontre o que precisa buscando por aqui. Por exemplo: digite o título do filme que quer pesquisar

quinta-feira, 2 de junho de 2011

"Todo o mundo tem problemas sexuais” é de fato teatro filmado... do melhor.

Permanece em cartaz, "Todo o mundo tem problemas sexuais”, uma comédia de Domingos de Oliveira que, além do humor, vale como um projeto experimental em termos de linguagem cinematográfica. Na linha do que ele mesmo batizou como BOAA, isto é, "baixo orçamento e alto astral". É uma realização modesta, que não esconde a sua origem teatral nem a simplicidade dos equipamentos de filmagem e sonorização utilizados. Logo de início o diretor aparece na tela para assumir que estamos diante daquilo que os críticos de cinema sempre classificaram pejorativamente como “teatro filmado”. Só que ele acrescenta a proposta de “emprestar ao cinema alguns poderes que o teatro tem, quem sabe por ser mais velho”.
O roteiro é a adaptação de uma peça que teve imenso sucesso no Rio de Janeiro e que, por sua vez, se baseia em um conjunto de relatos de alguns pacientes a um psicanalista. Mas, ao longo da montagem se confirma a promessa inicial e a narrativa surpreende por se estilhaçar em cinco episódios e intercambiar vários modos de narração: trechos gravados da própria cena no teatro se intercalam com filmagens em locação, cenas de ensaio e comentários do elenco e do próprio diretor. Sem qualquer aviso, ele entra em quadro para refletir irônica e filosóficamente a respeito das situações e dos personagens (foto abaixo). Isso tudo sem a menor cerimônia ou preocupação para com as diferenças de som e imagem entre um momento e outro. Impossível não ficar à vontade diante de tamanha levaza e descontração.
Às vezes até entram letreiros informando em que teatro determinada passagem foi filmada, mas o que vale mesmo é a graça das situações e o trabalho dos atores, todos simpáticos e muito empenhados. No conjunto, porém, destacam-se os midiáticos Claudia Abreu e Pedro Cardoso. É inevitável relacionar essa esfuziante brincadeira de Domingos de Oliveira ao profundo ensaio ontológico sobre a natureza da encenação de Eduardo Coutinho, em "Jogos de Cena". Mas é preciso confessar que ambos os filmes são igualmente sérios e, cada um ao seu modo, muito importantes para o cinema brasileiro.

Todo o Mundo tem Problemas Sexuais
Brasil, 2008, 63 min
estreia 13 de maio 2011
gênero comédia / teatro
Distribuição Playarte
Direção Domingos de Oliveira
Com Claudia Abreu, Pedro Cardoso,
Preicula Rozenbaun e Domigos de Oliveira
COTAÇÃO
* * *

B O M

2 comentários:

Enaldo disse...

Embora filme brasileiro sobre sexo com atores globais nãoseja uma novidade,pode fazer valer o ingresso e os aborreciemntos de ir ao cinema.

abel disse...

luciano quando vai ser lançado seu novo livro