Encontre o que precisa buscando por aqui. Por exemplo: digite o título do filme que quer pesquisar

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Em Berlim, o diretor José Padilha avisa que não haverá um "Tropa de Elite 3"

Durante a sessão Panorama no Festival de Berlin, o diretor José Padilha descartou, na última sexta-feira, a possibilidade de rodar uma terceira sequência do filme "Tropa de Elite". Ele declara que já contou tudo o que queria dizer sobre a violência. De acordo com o diretor, a segunda parte "se complementa muito bem com a primeira, discute a corrupção dentro da Polícia brasileira de outro ponto de vista, porque ficam mais visíveis as manipulações políticas". "Se o primeiro filme descrevia as ligações entre a Polícia e os traficantes, a continuação vai além e conta as relações entre policiais e políticos, e como os políticos manipulam a Polícia para atingir seus interesses". Padilha esclarece que "não se trata de imaginação", porque "tudo o que está neste filme aconteceu na vida real: o que você vê é o que acontece nas ruas das grandes cidades brasileiras". Sobre a corrupção, Padilha afirmou que o ex-presidente Lula "fracassou completamente" na luta contra esta praga social, apesar de ter conquistado sucesso no âmbito econômico. O diretor brasileiro também teve a oportunidade de se mostrar satisfeito por voltar ao Festival de Berlim, onde recebeu um Urso de Ouro em 2008. Ele confessa: " Amo este festival e estava ansioso por projetar aqui meu filme". Padilha acrescentou que o Festival de Berlim é "o melhor de todos os eventos" porque permite a entrada de espectadores e não apenas do público especializado e jornalistas.

Um comentário:

Enaldo disse...

Podem falar o que for,Tropa de Elite 1 e 2 foram os filmes brasileiros mais empolgantes que vi. Pocuo importa se há outros mais clássicos.