Encontre o que precisa buscando por aqui. Por exemplo: digite o título do filme que quer pesquisar

sexta-feira, 27 de março de 2009

"Segredos Íntimos" é um filme israelense sobre um tema pouco abordado no cinema

Os críticos detonaram este filme israelense que, para início de discussão, tem o mérito de não se dedicar ao tema da luta contra os palestinos e mostrar uma visão crítica de sua cultura. Especialmente no que se refere às desigualdades de tratamento em relação às mulheres. Aquelas ligadas às comunidades religiosas ortodoxas não são obrigadas a usar “burka”, como no mundo muçulmano, mas sofrem várias restrições aos seus direitos humanos. São proibidas de exercer cargos de rabino e, mensalmente, precisam realizar rituais periódicos de “purificação” que vão muito além do chuveiro e sabonete. Pior que tudo, são obrigadas a se casar com quem o pai escolhe e “cuidar da casa”, ou seja, pilotar tanque, fogão e vassoura. Claro, as mais afortunadas ganham aspiradores, máquinas de lavar e o direito de estudar as sagradas escrituras, em escolas evidentemente só para moças.
Essas informações já apareceram em vários filmes, como“Yentl” (1983), dirigido e interpretado por Barbra Streisand, em que uma moça se veste de homem só para ficar perto do rapaz, religioso ortodoxo, por quem se apaixonara.

Mas aqui esse pano de fundo étnico adquire uma conotação surpreendente, ao abordar a questão do afeto entre duas mulheres que se acham internas numa escola de estudos bíblicos. Se aprofundando nas escrituras, uma delas conclui: “não é pecado!” A personagem da francesa Fanny Ardant (na foto do topo) funciona como agente catalisador entre elas e a tradição judaica da cabala. O diretor, roteirista e produtor Avi Nesher (Israel, 1953) é um dos mais ativos e experientes daquele país e coloca o tema num nível superior ao da mera intimidade sexual. Por meio de personagens bem construídas e de diálogos isentos de clichês, ele desfia as filigranas psíquicas (por vezes freudianas) que explicam as atrações e os distanciamentos entre as duas moças.

Segredos Íntimos
H a - S o d ot
(estréia 27/03 /2009)
2007 – Israel / França
Direção de Avi Nesher
Com Fanny Ardant, Dana Ivgy,
Rivka Michaeli, Ania Bukstein e Michal Shtamler

17 comentários:

Roseli disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
MarleideM disse...

O filme é perfeito! Produção francesa e israelense. Muito bom pela sutileza e pela quantidade de temas abordados, que ao mesmo tempo é leve e profundo. É um filme que te faz pensar muito. As atrizes atuaram de maneira brilhante. Recomendo

Anônimo disse...

Filme muito Bom!No inicio parece que vai ser mais uma daqueles filmes parados sem conteudom porem assista até o final! Muito bommmmm, da de 10 a zero em muitos filmes hollydianos

Angela disse...

filme rico, delicado e bastante profundo. Uma satisfação ter o que assistir fora dos padrões americanóides.
Sua resenha é perfeita. Grata.

Júnia L. disse...

Segredos Íntimos é um filme israelense que sofreu forte bombardeado por parte dos críticos de cinema, mas confesso que a película me surpreendeu bastante e me cativou por não abordar o velho clichê de filmes produzidos na região: a constante luta contra palestinos e sim temas considerados tabus para a sociedade em questão.
Adorei!

Maria Aparecida disse...

Um filme otimo,pq aborda com sutileza a religião,a busca pelo conhecimento das regras israelitas até onde é pecado ou não uma mulher querer se aprofundar no Torah e quebrar paradigmas,e o mais interessante foi o amor,entre duas mulheres onde descobriram que amor independe de sexo ou religião,simplesmente nasce no coração

Roseli disse...

Sobre Yentl, uma observação: a personagem nao se veste de homem para ficar perto do seu amado! O que está em discussão alí é a discriminação, o direito da mulher estudar a Torah. O desejo de aprender é que move a moça, e ela pergunta: onde está escrito que a mulher nao pode estudar a Torah? (Porque para o judeu tudo deve estar escrito na Torah!). Já com vestimentas masculinas é que ela conhece e se apaixona pelo rapaz. Um dos filmes mais lindas que assisti!

Roseli disse...

Segredos Intimos aborda multiplos aspectos do judaísmo. A busca pelo perdão perpassa a história pela tangente, na personagem francesa. A busca pelo afeto é ainda a temática (narcísica) das jovens, que frente a dor da mulher estigmatizada, amadurecem e descobrem novas possibilidades. A simbologia do imergir na agua é impactante. Excelente!!

savana disse...

assisti esse filme esses dias em casa , achei ele muito lindo

Anônimo disse...

Vi esse filme, e sinceramente, achei o muito lindo. Por abordar o tema religioso e também por que abordou o tema do amor entre as duas.

PerfeitasGuerreiras disse...

Estou baixando esse filme ouvi falar muito e aqui tambem está falando quero conferir esse filme pena que a Globo so ´passa filme repitido e sem graça
tá ai uma jugestão não é mesmo
passar filme inedito no brasil....

vitor disse...

O final era de se esperar, mesmo com esperança de que as duas ficassem juntas, elas n ficaram =/ era obvio q uma comunidade tão moralista, jamais aceitaria uma situação dessas! Tudo bem, o filme é maravilhoso, intenso, bla, bla bla, mas o final! o final... kkkkk q decepção!Pow elas se amavam! Enfim...ainda tenho TLW ahauhauahua.

Karina Matos disse...

GOSTEI muito do filme, principalmente por abordar questões polêmicas de maneira simples.

Silvia disse...

O final foi realmente frustrante, com exceção da parte que a Naomi chora finalmente. O filme é lindo, intenso e apaixonante (exceto o final, claro). Mas é um filme que eu, sem dúvida recomendarei a todas minhas conhecidas lésbicas e que terei imenso prazer em assistir novamente junto da minha namorada. Dou nota 9,5 pro filme (só não dou dez, novamente, por causa do final). :]

francisco disse...

quem disse que elas não ficam juntas... no final a existencia de um trio amorosso e obvio. Isso fica implicito, principalmente quando o músico reconhece a importancia da união das amiga. O filme é maravilhoso...

Flor do Oriente disse...

Também achei um filme belíssimo, a Naomi não tem perfil para submissão e isso a afastava do noivo. Enquanto que a amizade diária mais a carência fizeram as duas de apaixonarem, porém Michelle não de via morando com Naomi, até pq ela paquerava o rapaz da farmácia. No final ficou implícito que as duas continuariam, formando um triângulo. Mas ao mesmo tempo isso me deixou preocupada com a possibilidade de um dia o marido ter uma crise de ciúmes e contar tudo para o pai da Naomi. Acho que as duas deveriam manter segredo, desde os rituais.. O ultimo ritual Nao prosseguiu pq uma das meninas não aceitou as palavras da senhora e deu no que deu. Ahh.. Eu amei o filme e acredito no amor de todas as formas!

Anônimo disse...

Filme maravilhoso, imperdível. Atuação perfeita das protagonistas e presença magnífica da grande atriz francesa Fanny Ardant.Lindo filme que ninguém pode perder.
Miamywine.