Encontre o que precisa buscando por aqui. Por exemplo: digite o título do filme que quer pesquisar

domingo, 9 de julho de 2017

"Ao Cair da Noite", filme de Joel Edgerton, é um bem realizado filme de terror



Filme faz jus ao título e usa muito da escuridão noturna

"Ao Cair da Noite" é um filme que, desde o título, sugere o gênero ao qual pertence – ou que pretende pertencer. O mesmo acontece com o título original: It Comes by Night – ou seja, Eles chegam à noite. Ambos significam quase a mesma coisa e se referem à ideia básica do horror que é acontecer no período da noite. 
A designação dos dois títulos coincide com esse horário – assim como a maioria dos pesadelos e dos crimes. É interessante notar que esses títulos têm a ver com referencias a todos os clássicos, do cinema e da literatura – em que apenas o nome da obra já causava arrepio, como "O Que Sussurrava nas Trevas", de Howard Phillips Lovecraft. Ao simplesmente ouvi-los, almas infantis de todas as idades já se dispõem a sentir medo.


Joel Edgerton tem o papel protagonista do filme

Por isso o diretor e roteirista do filme Trey Edward Shults coloca em cena duas crianças, uma de 5 e outra de 17 anos. Elas não se acham num passeio, ou colônia de férias, mas moram no coração de uma selva, desprovida de luz elétrica e – o que é o pior – numa casa grande e velha, dotada inclusive de sótãos que irradiam as mais secretas conversas e de portas vedadas à passagem de todos. Essa localização já garante meio caminho andado para o despertar do drama. Mas, o diretor tem talento suficiente para tirar leite de pedra --tal como diriam profissionais do crime, tipo Agatha Christie, se estivesse sem o habitual apoio de dezenas de personagens, cada um com a sua psicologia individual. Ou se os filhos do "Capitão Fantástico" não tivessem conhecimento dos motivos pelos quais se escondiam no meio do mato. 


O elenco comandado por Joel Edgerton se esforça para obter o máximo de efeito com um mínimo de recursos. E conseguem, porque no filme todos estão literalmente morrendo de medo por causa de uma ameaça que eles não sabem claramente o que seja. Em outras palavras, a produção se limita a apagar as luzes e decide economizar na cenografia e nos figurinos, porque basta uma máscara contra gazes para sugerir uma situação de horror - desde que as lentes e a câmara sejam de primeira qualidade, como devem ser aquelas providenciadas por Joel Edgerton, aqui acumulando a função de produtor. Mas não se assustem porque, mesmo sem um final que possa ser considerado conclusivo, "Ao cair da noite" é um bom filme de horror.

Nenhum comentário: