Encontre o que precisa buscando por aqui. Por exemplo: digite o título do filme que quer pesquisar

Carregando...

sábado, 6 de agosto de 2011

Filmes mudos, com música ao vivo, na JORNADA BRASILEIRA DE CINEMA SILENCIOSO

Em agosto, até o dia 14, a Cinemateca Brasileira promove a quinta edição da JORNADA BRASILEIRA DE CINEMA SILENCIOSO, evento dedicado aos filmes produzidos desde o final do século XIX até aproximadamente 1930, com a chegada do som. A mostra privilegia o cinema silencioso da Itália, que despontou em 1910. Luca Giuliani, diretor do Museo Nazionale del Cinema fará conferência inaugural do evento que também celebra os 150 anos de nascimento de Georges Méliès ("Viagen à Lua", na foto abaixo), considerado o criador do espetáculo cinematográfico, com a exibição de alguns filmes de sua autoria, dois filmes franceses e dois alemães. A programação inclui ainda dois filmes silenciosos amadores realizados no Rio Grande do Sul, já após o advento do cinema sonoro, ambos restaurados pela Cinemateca Brasileira. O evento inclui ainda a realização de palestras e mesas de debate e uma sessão especial, no sábado, dia 6, às 20h00, do filme “Os Últimos dias de Pompeia” (acima), que será projetado na fachada do Auditório Ibirapuera, ao ar livre, com acompanhamento musical da Banda Jazz Sinfônica de Diadema. Todos os filmes da Jornada serão exibidos com acompanhamento musical ao vivo. A curadoria musical do evento é, mais uma vez, do compositor Livio Tragtenberg, que convidou, dentre outros artistas, a banda Violeta de Outono, Max de Castro, Michelle Agnes, Fabio Tagliaferri, Dino Barioni, Antonio Loureiro e Laércio de Freitas. Confira mais informações no site www.cinemateca.gov.br/jornada

Nenhum comentário: